• Acessibilidade
  • +
  • -

12 de junho, 2018 OAB/RN apresenta Violentômetro em audiência pública na Assembleia Legislativa

A Valorização e Defesa dos Direitos Humanos da Pessoa Idosa foi tema de uma audiência pública na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, realizada na tarde desta terça-feira (12). A iniciativa foi proposta pela Comissão de Defesa e Amparo aos Direitos do Idoso da Ordem dos Advogados do Rio Grande do Norte, presidida por Romildo Martins, ao deputado Hermano Morais. A audiência pública discutiu alternativas de combate à violência contra os idosos, esclareceu direitos da pessoa idosa e promoveu uma maior conscientização dos familiares sobre as necessidades e cuidados com seus idosos.

O presidente da OAB/RN, Paulo Coutinho, esteve presente na audiência, que também contou com representantes de instituições filantrópicas, do Ministério Público e do Poder Executivo, além da sociedade civil. A audiência também foi marcada pelo lançamento oficial da campanha “Violentômetro”. A iniciativa da Seccional Potiguar informa os tipos e níveis de violências cometidas contra a pessoa idosa. As ações contemplam palestras, rodas de conversas e materiais de divulgação, como marcador de livros, banners, que serão distribuídos em instituições; além de postagens nas redes sociais da OAB/RN e entidades apoiadoras da causa. “O Violêntometro vem a somar com as ações de combate à violência contra a pessoa idosa”, ressaltou o presidente da Seccional Potiguar.

VALORIZAÇÃO
O dia 15 de junho marca o Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa. A data foi instituída em 2006, pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa. No mês de junho foi instituído o Junho Violeta, em alusão à data. O ano de 2018 foi instituído como o Ano de Valorização e Defesa dos Direitos Humanos da Pessoa Idosa, em alusão ao processo de ratificação, pelo Brasil, da Convenção Interamericana sobre a Proteção dos Direitos Humanos dos Idosos.

 

*Com informações e fotos da Assembleia Legislativa do RN



 

Por: Fernanda Souza

VOLTAR